Olha aí um assunto no título que tu ainda não tinha visto tão escrachado pra eu tá falando por aqui. Esse texto só existe porque eu de fato sinto essas coisas aleatoriamente, do contrário eu não falaria daquilo que eu não sei ou não experienciei pra falar aqui.

Vamos lá.

Já aconteceu de tu estar vivendo a tua vida normalmente e, do nada, PÁ: O estômago começa a ficar esquisito, parece que passa uma corrente elétrica nas tuas mãos, o ar fica mais difícil de respirar e tu automaticamente fica com uma feição triste ou sente extremo desânimo? Bem-vindo ao clube, meu amiguinho!

Essas sensações são uma merda e tem vezes que tu nem consegue saber direito pq é que tá sentindo tudo aquilo, já que o que desencadeou isso tudo na tua mente foi tão repentino e rápido que tu nem notou que causaria tudo isso segundos depois. São os famosos gatilhos mentais.

Esses gatilhos são ativados quando nos deparamos com alguma coisa que nos remete instantaneamente à passagens da nossa vida que não foram vividas corretamente e que causaram grande desconforto e sensações ruins na nossa mente naquele momento. Situações que por vezes parecem estar adormecidas pra sempre na nossa cabeça, mas que podem voltar com a mesma força de quando o fato aconteceu só de ver alguém atravessar a rua e esse alguém ser somente muito parecido com uma pessoa que te faz ressuscitar esse gatilho na tua mente.

E aí ele é ativado.

Fonte
Uma das coisas que eu recomendo que tu faça (ainda que seja difícil) é tentar identificar o que ativou esse gatilho mental e logo em seguida entender que tu não está mais passando por nada daquilo. Tu está no presente e esse episódio ruim agora faz parte do teu passado. Essa talvez seja a parte mais complicada de aceitar e entender pra ti mesmo, mas é algo extremamente necessário que tu faça e faça logo.

Se tu estiver no meio da rua e sentir que tem alguma coisa esquisita mentalmente acontecendo e isso tá te impedindo de existir simplesmente, procura não atravessar ruas sem ter total noção de que é isso que tu está fazendo - principalmente se tu também mora numa cidade onde a galera atravessa antes do sinal fechar pros carros decentemente. Eu nunca passei por isso, mas essa é uma dica que eu estou te dando justamente pra que tu proteja a tua vida nesse momento que já não tá sendo legal de se viver, tá bem?

Se tu estiver em casa e isso ocorrer por conta de qualquer merda que tu viu na internet (e olha que, por experiência própria, eu posso te dizer que isso é bem fácil de acontecer), a minha dica é: Troque de aba imediatamente e feche aquilo que fez tu te sentir mal, respira e entenda que em determinado lugar de tal site ou rede social tu possivelmente sempre vai te sentir mal por tal motivo e que o melhor a fazer (se isso for possível) é nunca mais voltar a acessar esse lugar.

Fazer a famosa limpa nas redes sociais e emails também pode resolver 90% do problema. Os outros 10% cabem a ti ter força e entendimento o suficiente pra não procurar, pesquisar e nem clicar em mais nada dessas coisas. Isso tem funcionado bem pra mim, e tô bem orgulhosa de estar me mantendo longe desses focos de ansiedade que eu mesma procurava antes.
Fonte
Claro que nem todas as coisas do mundo podem ser resolvidas apenas dessas maneiras que eu disse aqui, mas são as dicas mais emergenciais, posso dizer assim eu acho. Quando uma pessoa passa por um momento de estresse repentino desses, o corpo fica automaticamente debilitado e a mente simplesmente não para de martelar coisas ruins a respeito de nós mesmos.

É preciso agir imediatamente pra que essa "sangria" se estanque, e só então poder pensar sobre o que realmente é preciso ser feito naquele caso específico, tá?

Espero que ajude. E sorte pra gente. ♥


Deixe um comentário

Que tal deixar um comentário bem maneiro aí?