Meus menino ♥ | Fonte

Vocês acharam que eu não ia falar de outra série que eu amo e que também foi cancelada? Pois olha eu aqui pra falar de The Get Down, meuzamigos!

Na primeira vez que eu procurei The Get Down pra assistir me apavorei de cara com a duração dos episódios. Eu, que a vida toda só assisti série de comédia com até 25 minutos por episódio (exceção pra Breaking Bad que não se encaixa nessa classificação), fiquei em choque que todos os episódios da primeira temporada tinham basicamente 1 hora (o primeiro ep. tem pouco mais de 1 hora e meia!).

Minha história com The Get Down é basicamente a mesma com todas as séries que passei a assistir depois de assinar Netlfix (há pouco mais de 1 ano), com a diferença que essa série especificamente eu assisti inteira PELO CELULAR. Na época eu ainda não tinha notebook e, como eu tenho um mini tripé para celular, baixei o app da Netflix pra não ter que ficar assistindo tudo sentada em frente ao computador. Foi insano. Acho que em 2 finais de semana com algum feriado emendado eu assisti a série toda. Pela tela de um Moto G1. Determinação. Força de vontade. Insira palavras inspiradoras aqui.

Acho que isso diz muito sobre o quanto eu acabei gostando da história, não é?
Pelo amor de Deus, eu quero uma jaqueta dessas pra ONTEM. | Fonte

The Get Down é, muuuuuito resumidamente, a história dos jovens negros que moram no Bronx e lutam diariamente pra ter um vida melhor a partir da inserção da música em suas vidas. Seja se tornando uma cantora de sucesso como a Mylene e as Bela Donas ou escrevendo rimas, cantando e criando remixes como os The Get Down Brothers e menino Shaolin Fantastic. Isso tudo em um cenário tomado por drogas, gangues, pobreza, dificuldades e muita violência.

A segunda parte da série (que eu chamo de 2ª temporada mesmo), voltou em abril desse ano, mas eu (enrolada como sou) acabei só voltando a assistir essa nova etapa no fim de junho ou começo de julho mesmo. Até o momento em que eu escrevo pra vocês ainda faltam 3 dos 5 ep. que fecham a história (mas calma que até o fim do post eu já vou ter terminado de ver) e no dia em que saiu a notícia que a série seria cancelada eu recém tinha visto só o primeiro episódio dessa continuação.

Fiquei chateadíssima, meus amigos. Triste mesmo. COMO É QUE VOCÊS FAZEM ISSO COM OS MEUS MENINOS THE GET DOWN BROTHERS?????? Foda.
Fonte
Da história toda, meu personagem favorito é menino Ezekiel Figuero, o Zeke, pela vontade de seguir os sonhos dele a partir das histórias que ele conta e canta em forma de verso pras batidas do DJ Shaolin Fantastic.

Aqui a maravilhosa playlist no Spotify que menina Netflix criou para os fãs da série. ♥




Eu assisti o final da série no finalzinho de julho e fiquei muito impactada pela forma como finalizaram as histórias de cada um dos personagens - principalmente pq a série foi cancelada e muito do que queríamos ver acontecendo não será mais possível. Chorei rios e fiquei tristíssima dos 20 ou 15 minutos restantes do último episódio pra frente, não vou negar.

Mesmo com o cancelamento e o sentimento de tristeza que eu senti ao terminar a série, acho incrível toda a produção e as letras das rimas que a gente ouve ao longo dos episódios. Vale muito a pena ver. 

Welcome to The Get Down. ♥

Deixe um comentário

Que tal deixar um comentário bem maneiro aí?